Header Ads

Loading...

EUA/Canadá - Major League Soccer

PARTIDA
HORÁRIO
O melhor do futebol rola aqui!
PROGRAMAÇÃO PARA O DIA 20/10/2019
-- --
CLIQUE SOBRE A PARTIDA QUE DESEJA ASSISTIR
-- --
USA - LIGA NACIONAL DE FUTEBOL - FEMININO - SEMIFINAL
North Carolina Courage x Reign FC - BR 15:00
North Carolina Courage x Reign FC - OP2 15:00
Chicago Red Stars x Portland Thorns - BR 17:00
Chicago Red Stars x Portland Thorns - OP2 17:00
USA/CANADÁ - MAJOR LEAGUE SOCCER - MLS
Philadelphia Union x New York RB 16:00
Philadelphia Union x New York RB - OP2 16:00
Philadelphia Union x New York RB - OP3 16:00
Minnesota United x LA Galaxy - BR 21:30
Minnesota United x LA Galaxy - ES 21:30
Minnesota United x LA Galaxy - PT 21:30
                
               A Major League Soccer (em português: Liga Principal de Futebol; abreviação oficial: MLS) é o principal campeonato de futebol dos Estados Unidos e do Canadá, tida como a primeira divisão profissional do esporte tanto pela United States Soccer Federation como pela Canadian Soccer Association, que são oficialmente membros da FIFA, que ajuda a promover este desporto nos ditos países. Disputada em dois estágios, a liga é composta de 22 times, sendo 19 estadunidenses e 3 canadenses, tendo seu início em março e término em outubro de cada ano, com cada equipe disputando 34 partidas no total; o time com o maior número de pontos na primeira fase da competição é premiado com a taça Supporters' Shield, sendo que a segunda fase é disputada pelos 12 melhores times da primeira em sistema eliminatório. O vencedor da segunda fase, consequentemente, é nomeado o grande campeão da MLS. A qualidade de jogo na América do Norte melhorou consideravelmente desde que a liga foi fundada, em 1996 e resultou no sucesso da Seleção Americana na Copa do Mundo de 2002 alcançando as quartas de finais pela primeira vez desde 1930; muitos dos jogadores da equipe nesta Copa faziam ou fizeram parte da MLS. História Columbus Crew Stadium, estádio do Columbus Crew. Red Bull Arena, estádio do New York Red Bulls. Desde 1984 com o final da NASL (North America Soccer League) os Estados Unidos não tinham uma liga profissional de futebol reconhecida pela FIFA, até que em 17 de dezembro de 1993, cumprindo uma promessa da US Soccer se a Copa do Mundo de 1994 fosse nos Estados Unidos, era novamente fundada uma liga de futebol profissional nos Estados Unidos, a Major League Soccer. A liga começou em 1996 com dez equipes e teve bom público durante a primeira temporada, mas depois o número de espectadores diminuiu, ainda que tivesse se estabilizado nos últimos anos. As primeiras equipes As equipes originais eram divididas em dois grupos: Conferência Leste: Columbus Crew DC United New England Revolution NY Red Bulls¹ Tampa Bay Mutiny Conferência Oeste Colorado Rapids FC Dallas Kansas City Wizards Los Angeles Galaxy San José Earthquakes² ¹ Fundado como New York/New Jersey Metrostars ² Fundado como San Jose Clash Expansão e mudanças A liga se ampliava a 12 equipes em 1998, ao ser adicionado o Chicago Fire à conferência Oeste e o Miami Fusion à conferência Leste. A partir do ano de 1999 o San José Clash trocou de nome e passou a se chamar San José Earthquakes. Em 2000, a liga se reorganizou em conferências Leste, Central e Oeste; Chicago, Tampa Bay, Dallas e Columbus foram movidos à nova conferência central. Na temporada de 2001, as duas equipes da Flórida (Miami Fusion e Tampa Bay Mutiny) foram dissolvidas e a liga voltou a ser de dez equipes divididas em duas conferências, como era antes, mas com o Chicago Fire na conferência Leste. Na temporada de 2004, a liga se ampliou outra vez, acrescentando o Real Salt Lake, de Salt Lake City, e o Chivas USA, que compartilha o estádio Home Depot Center com o Los Angeles Galaxy. As duas equipes novas foram colocadas na Conferencia Oeste, movendo Kansas City para o Leste. Em 2005, o San José Earthquakes se mudou para Houston e renomeado para Houston Dynamo. Mas outra franquia com o mesmo nome compartilhando a história dos Earthquakes foi instaurada na temporada de 2008.[1] Em 9 de março de 2006, a multinacional de bebidas energéticas Red Bull comprou o MetroStars e rebatizou-o Red Bull New York. Na temporada de 2007, uma nova ampliação. Pela primeira vez uma equipe do Canadá participa da liga: o Toronto FC. Eventualmente todas as três maiores cidades canadenses conseguiram times, com o Vancouver Whitecaps em 2011[2] e o Montreal Impact no ano seguinte.[3] A expansão estadunidense garantiu franquias à Seattle - Seattle Sounders FC, fundado em 2009 após absorver a equipe e elenco de uma equipe homônima da NSL -,[18] [19] Filadélfia - Philadelphia Union, 2010 - [4] e Portland - Portland Timbers, 2011. Foi confirmada a criação do New York City Football Club, a equipe pretende estrear na liga em 2015.[5] Ao contrário do Red Bulls, que joga em Nova Jersey, o novo time realmente teria partidas em Nova York. Há planos para construir um estádio em Flushing Meadows-Corona Park ou no Bronx, mas enquanto o impasse não é resolvido o New York F.C. usaria o estádio de beisebol Yankee Stadium.[6] Em 19 de novembro de 2013, foi confimada a entrada do Orlando City Soccer Club, até então da NASL, na MLS a partir de 2015.[7] Enquanto um estádio próprio para futebol em Orlando não for terminado, o time jogará no Citrus Bowl.[8] Atlanta e Miami também tem equipes planejando sua entrada assim que tiverem estádios.[9][10] A equipe de Atlanta já tem sua estreia marcada para 2017, quando inaugurar sua arena (compartilhada com sua equipe-irmã da NFL Atlanta Falcons).[11] Já o clube da Flórida vê problemas para achar uma área viável em Miami, e sua entrada da MLS depende da aprovação do estádio.[12] As mudanças de regras Tratando de fazer o esporte mais "estadunidense", a MLS havia tentado algumas mudanças de regras nos primeiros anos. O relógio, que conta 90 minutos no futebol internacional, na MLS contaria regressivamente e o relógio pararia nas situacões de bola parada. Quando o relógio marcasse 0:00, o tempo terminaria. Depois da temporada de 1999, esta regra foi abandonada a favor de um relógio tradicional. A outra mudança era a definição por Shoot-Out, para resolver os jogos empatados. Se o jogo terminasse com um empate, uma situação similar à definição de pênaltis ocorreria: Um jogador receberia a bola a 35 metros do gol com cinco segundos para anotar. Como os pênaltis, era uma competição com cinco tentativas para cada equipe. Se o resultado era todavia empate, haveria outra série de Shoot-Out'. A equipe que ganhasse recebia um ponto (a diferença de três pontos para uma vitória), a equipe que perdesse recebia zero. Tristemente para a MLS, as mudanças de regras, especialmente a de Shoot-Out, não ganhava uma grande audiência entre o público estadunidense e de fato se ganhava a antipatia de alguns fãs tradicionais. O Shoot-Out saiu depois da temporada de 1999. A MLS experimentava com o gol de ouro de 2000 a 2003, mas em 2004 parou o experimento, ao aplicar o modelo tradicional de definição das partidas. Nomes das equipes Originalmente, no mesmo estilo de outros esportes nos Estados Unidos, quando foram criados os times receberam nomes que eram apelidos, como Columbus Crew, San Jose Clash ou Tampa Bay Mutiny. DC United e Miami Fusion FC foram duas exceções que adotaram nomes mais tradicionais. No entanto, novos times como Real Salt Lake, Houston Dynamo e Toronto FC adotaram nomes similares a clubes europeus. Inclusive, dois times se rebatizaram nesse estilo, como Dallas Burn virando em 2005 o FC Dallas, e em 2011 o Kansas City Wizards se tornando Sporting Kansas City. Superliga Ver artigo principal: Superliga Norte-Americana Seguindo-se à criação da "Lei de Beckham", a MLS anunciou em conjunto com La Primera División del Futbol Mexicano (a primeira divisão do futebol mexicano) a criação de um torneio chamado Superliga Norte-Americana, mais conhecido por Superliga, que começou a ser disputado em 24 de julho de 2007. A competição teve 4 edições entre 2007 e 2010. O torneio contou com quatro times da MLS e quatro times do México que competiram por um prêmio de 1 milhão de dolares além do título de campeão da América do Norte.[13] O Los Angeles Galaxy chegou à decisão da primeira Superliga contra a equipe mexicana Pachuca. Apesar do bom desempenho da equipe da Califórnia, os mexicanos sagraram-se os primeiros campeões da primeira Superliga. O Houston Dynamo ficou em 3º e o DC United em 4º. Em 2008, o New England Revolution tornou-se a primeira equipe da MLS a conquistar essa competição, enquanto o Houston Dynamo ficou em 2º lugar. Em 2009, o Chicago Fire ficou em 2º lugar enquanto o campeão do ano anterior, o New England Revolution ficou na 3ª posição. Série Mundial Ver artigo principal: Série Mundial de Futebol Para ajudar a popularizar o futebol nos EUA, entre 2005 e 2007 a MLS organizou a Série Mundial de Futebol, ou simplesmente Série Mundial, uma série de partidas de futebol entre as equipes de sua liga e as principais equipes de futebol do mundo. Já participaram da Série Mundial equipes de renome como o Chelsea, da Inglaterra; Milan, da Itália e Real Madrid e Barcelona da Espanha. Campeonato Pan-Pacífico Ver artigo principal: Campeonato Pan-Pacífico Competição organizada em 2008 e 2009. A 1ª edição foi organizada pela MLS; a J-League, a liga japonesa e a A-League, a liga australiana. É disputado por equipes da Austrália, Canadá, EUA, Japão e Nova Zelândia. A primeira competição teve lugar em Honolulu, capital do Havaí, estado dos EUA. Os jogos foram realizados no Aloha Stadium. Pela MLS participaram o Houston Dynamo e o Los Angeles Galaxy, pela J-League, o Gamba Osaka e pela A-League o Sydney FC. O Gamba Osaka sagrou-se como o primeiro campeão do primeiro Campeonato Pan-Pacífico ao vencer o Houston Dynamo por 6x1. O Los Angeles Galaxy ficou em 3º lugar e o Sydney FC em 4º. Campeonato Canadense Ver artigo principal: Campeonato Canadense de Futebol Organizado pela CONCACAF e pela Associação Canadense de Futebol, o Campeonato Canadense iniciou-se em 2008 e o Montreal Impact tornou-se o primeiro campeão, enquanto o Toronto FC sagrou-se vicecampeão. Em 2009, o Toronto FC não só conquistou seu primeiro título como tornou-se o primeiro time da MLS a vencer essa competição. Também venceu em 2010 e 2011. O Vancouver Whitecaps começou a participar do campeonato como equipe da MLS em 2011, quando foi vicecampeão. O Montreal Impact entrou na MLS em 2012, e no ano seguinte sagrou-se campeão canadense.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Major_League_Soccer
Loading...

Nenhum comentário

Fique à vontade!