Header Ads

Loading...

Equador - Campeonato Equatoriano Série A

VEJA AQUI COMO ASSISTIR
AGORA SOB NOVA DIREÇÃO.
PARTIDA
HORÁRIO
O melhor do futebol rola aqui!
PROGRAMAÇÃO PARA O DIA 23/10/2019
-- --
CLIQUE SOBRE A PARTIDA QUE DESEJA ASSISTIR
-- --
EQUADOR - SÉRIE A - PRIMERA DIVISION
Olmedo x Independiente del Valle 18:00
Olmedo x Independiente del Valle - OP2 18:00
                
               O Campeonato Equatoriano de Futebol(Primera Categoria Serie A ou Copa Credife) é a principal competição entre Clubes de futebol no Equador. O torneio é organizado pela Federação Equatoriana de Futebol e está divido em três divisões (Série A, Série B e Segunda Categoria). História Primórdios A história do futebol no Equador teve a sua origem quando o Juan Alfredo Wright, que morava na Inglaterra], retornou à sua cidade de Guayaquil, em meados de 1899 com seu irmão Robert Wright. O retorno de ambos Equador, serviu para incentivar os jovens equatorianos para a pratica do futebol, formando um Clube no dia 23 de abril de 1899 o Guayaquil Sport Club, sendo criado mais tarde o Equador Sport Club. Em 22 de julho de 1902 é fundado o Guayaquil Equador Sport Club, cujo uniforme consistia em uma camisa branca e calção azul. Em 1925, as províncias de Guayas e Pichincha começam a organizar campeonatos amadores, em 30 de maio do mesmo ano, Manuel Seminário promoveu a fundação da Federação Nacional do Equador, mais conhecido por seu acrônimo Fedenador. A nova entidade consegue a filiação internacional em janeiro 1926 começou a aparecer como um membro da FIFA e no ano seguinte a Conmebol. Um ano depois, em 1926, o Comitê Olímpico equatoriano organizou os Jogos Olímpicos Nacionais, na cidade de Riobamba, que introduziu o futebol como uma disciplina em que as equipes provinciais iria se contentar com o primeiro tempo. Muito mais tarde, em 1940, começou a organizar seleções nacionais campeonatos amadores. Estes campeonatos foram realizados durante um período que varia 1940 a 1949. No final de 1950 por divergências da Federação com as principais equipes de Guayaquil, incluindo Barcelona, Emelec, América, 9 de outubro, Everest, entre outros decidem se separar da federação e estabeleceu o profissionalismo, com a criação da Associação Futebol Guayas. A profissionalização do futebol equatoriano ocorreu nos anos 50, quando os Clubes participantes das ligas de Guayaquil (1951) e Quito (1954) deixaram o amadorismo. O primeiro campeonato nacional demoraria mais alguns anos para ser realizado. Em 1957, representantes das duas associações locais chegaram a um acordo para a criação de uma competição que seria disputada entre as melhores equipes de ambas as regiões. Nascia o Campeonato Equatoriano de Futebol, então chamado de Inter-Andino. A primeira edição, disputada pelos campeões e vices de Quito e Guayaquil, foi vencida pelo Emelec. Nos anos seguintes, os principais Clubes das outras regiões do país começaram a tomar parte da disputa. Em 1957, chega a um acordo para as duas melhores equipes dos campeonatos de Quito e Guayaquil para disputar um torneio para decidir o campeão nacional, denominado de Taça Nacional. Este torneio foi contestado por Emelec, Barcelona, Deportivo Quito e Aucas, sendo o primeiro campeão. Não tendo jogado em dois anos, o campeonato nacional foi organizada novamente em 1960 com 8 Equipes (4 de cada associação), em 30 de junho de 1967 surge a Associação de Futebol do Equador, a organização que separa Futebol Federação Nacional do Equador. Em 1967, nascia a Associação Equatoriana de Futebol, que viria a se tornar a atual Federação onze anos depois. Na década de 70 foram entrando nos clubes no campeonato de outras cidades, incluindo Cuenca, Riobamba, Portoviejo e Machala. Em 1971, a Série B é criado como o segundo nível do futebol equatoriano, criando o sistema de promoção/despromoção sobre a Serie A. Nestes anos o número de clubes estabiliza em 10 equipes de cada divisão. Em 26 de maio de 1978 os estatutos da Associação de Futebol são alterados e o nome da instituição equatoriana de Futebol é alterado. O crescimento na quantidade de participantes fez com que fosse necessária a criação de uma segunda divisão de profissionais em 1971 (a Série B). Nos anos seguintes, o campeonato sofreria um inchaço e chegaria a ser disputado por 18 Clubes no ano de 1987. Esse número seria reduzido paulatinamente até atingir a marca de 10 na temporada 2000. O número de Equipes na primeira divisão varia na década de 80 atingindo 16 em 1985 e 18 em 1987. O torneio é renovado em 1989 com 12 equipes na Serie A. Este número foi reduzido para 10 em 2000. Essa mesmo ano foi um marco no futebol equatoriano quando Olmedo foi a primeira equipe fora de Quito ou Guayaquil a ser campeã nacional, em 2004 foi a vez do Deportivo Cuenca Foi somente nesta década que uma equipe de fora do eixo Quito-Guayaquil conquistou uma competição nacional. Olmedo (2000) e Deportivo Cuenca (2004) são, até hoje, os únicos vencedores de fora dos grandes centros do país. As fórmulas de disputa sofreram constantes mudanças, ano após ano. Em 2005, houve uma tentativa de se adotar o sistema argentino de temporada dupla (Torneios Apertura e Clausura), declarando dois campeões nacionais em um mesmo ano, entretanto, o campeonato volta ao sistema antigo em 2006, quando o número de participantes volta a subir, dessa vez para 12 Clubes. Desde 2008, o número de Equipes foi novamente ampliado para 12 da Serie A. Devido a contratos de patrocínio, o campeonato foi chamado de Copa Pilsener (cerveja) entre 2003 e 2008. Em 2009, o nome passou a ser Copa Credife, nome da nova patrocinadora. O sistema de futebol equatoriano está dividido nas seguintes divisões: Serie A (12 Equipes), Serie B (12 Equipes), Segunda Categoria (22 grupos provinciais) e Reservas Championship (12 Equipes). Número de Equipes e formato de jogo Em 1957, havia 4 Equipes, o número subiu para 8 em 1960. Ele foi entre 16 e 10, até 1966, quando o número estabilizou em 10. Entre 1957 e 1967 o campeonato foi disputado entre todos os participantes, onde o maior número de pontos obtidos, acabou sendo o campeão. Entre 1968 e 1969, o número de participantes variou de 12 a 16 anos, até 1971, quando o número estabilizou em 8 entre 1972 e 1974. Em 1971 a atual administração decidiu organizar o campeonato Serie B, sendo o primeiro promovido o Maraca que ficou até 1974, quando caiu novamente para a Série B. O número estabilizou em 12 entre 1973 e 1975, o campeonato foi disputado entre todos os participantes sendo o maior detentor de pontos obtidos, acabou sendo o campeão. Entre 1975 e 1981, o número de participantes chegou a 10, se estabilizando em 12 no ano de 1982, entre 1983 e 1984, o número de participantes chegou a 14, até 1985, quando o número estabilizou em 16 entre 1985 e 1986. O número estabilizou em 18 entre 1987 e 1988, o campeonato foi disputado entre todos os participantes, onde Equipes maior número de pontos obtidos, acabou sendo o campeão. A partir de 1989-1999 a série foi desenvolvida com a participação de 12 Equipes, sendo que desde 2000, o número de participantes foi reduzido para 10 Equipes permaneceu até 2007. Desde 2005, o campeonato foi dividido em dois (abertura e encerramento),em 2008, a Assembleia Geral aprovou o torneio profissional com 12 Equipes. Clubes Participantes Um total de 55 clubes já disputaram desde a primeira temporada, em 1957 da primeira divisão, apesar de Barcelona é o único clube que nunca foi rebaixado, porém não jogou todas as edições, pois no ano de 1964, as equipes de Guayaquil (incluindo Barcelona) se recusaram a participar no campeonato nacional.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Equatoriano_de_Futebol
Loading...

Nenhum comentário

Fique à vontade!